sábado, 4 de junho de 2011

É LOUCURA ODIAR TODAS AS ROSAS - É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou.

 
É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou;
Entregar todos os teus sonhos porque um deles não se realizou;
Perder a fé em todas as orações porque numa não houve resposta;
Desistir de todos os esforços, porque um deles fracassou.
É loucura condenar todas as amizades porque uma te traiu;
Descrer de todo amor porque um deles te foi infiel.
É loucura jogar fora todas as chances de ser feliz,
porque uma tentativa não deu certo.
Espero que na tua caminhada não cometas estas loucuras.
Lembrando que sempre há uma outra chance, uma outra amizade,
um outro amor, uma nova força.
Para todo fim há um recomeço!

Antoine de Saint-Exupéry - em "O Pequeno Príncipe".

Que Deus abençoe todas as áreas da sua vida!

Assim como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece daqueles que o temem (Salmos 103.13).
Pr. Renato Moura

2 comentários:

  1. O autor não é desconhecido, é o Antoine de Saint-Exupéry.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Laiz Meireles.

    A partir de 09/12/2012 fiz a correção de autoria desconhecida,
    para quem, de fato e de direito, é o autor do texto poético:
    Antoine de Saint-Exupéry - em "O Pequeno Príncipe".
    Muito grato por sua ajuda!

    ResponderExcluir

O seu comentário sobre essa matéria será bem recebido.