sábado, 18 de fevereiro de 2012

O TEMPO DA VIDA DE TODOS NÓS ... querem fazer com que se acredite no engodo de que eles são seres superiores.


OUÇA  ESSA FORTE REFLEXÃO:
A LISTA - de Oswaldo Montenegro.
(primeiro dê pausa na rádio CPAD fixa no final da página).

O TEMPO DA VIDA DE TODOS NÓS
                                                         Pastor Renato Moura

A vida é efêmera, rapidamente se esvai como uma nuvem esvoaçante soprada pelo vento.
Na correria diária, em nossos sonhos, projetos e ações, muitas vezes somos levados pelas circunstâncias a não darmos a devida atenção à brevidade da nossa existência. E não são raros aqueles que, mesmo tendo pleno conhecimento a respeito, tratam os seus semelhantes como produtos de segunda categoria; como se eles fossem fabricados de um material de qualidade superior. Esquecem ou querem fazer com que se acredite no engodo de que eles são seres superiores. Só porque têm um pouco, ou muito mais condições financeiras do que os outros. Porém, quem age dessa maneira, comete um grande equivoco e desobedece de forma frontal os ensinos de Deus.

O TEMPO PASSA
Todos nós sabemos que o tempo passa! O que nem todos percebem é que passa tão rápido que, quando notamos... Já passou! E levou com ele certas situações que nunca mais se repetirão em nossas vidas. Por isso, precisamos aproveitar da melhor maneira possível o tempo que nos resta. Umas das maneiras de fazer isso, é darmos importância àquilo que, de fato tem importância.
Aquilo que foi e que será, e até mesmo aquilo que é, não somos capazes de saber, mas quanto àquilo que devemos fazer, não apenas somos capazes de saber, como também o sabemos sempre, e somente isso nos é necessário. Léon Tolstoi.

O empenho em fazer o certo, não é a garantia de que isso será feito. Porém, aumentarão em muito as chances.
Por mais simples que seja a vida, geralmente se têm muitas decisões a tomar quanto à prioridade do que se tem a fazer e o que se deve fazer primeiro.
A classificação abaixo é uma forma fácil para se fazer isso. Sendo sempre interessante que as ações sejam tomadas a partir da letra “a”.*

a) Tanto importante quanto urgente.
Ex.: você está quase perdendo seu principal cliente.

b) Importante, mas não urgente.
Ex.: planejamento estratégico para os próximos três anos. 

c) Urgente, mas não importante.
Ex.: a maioria dos telefonemas. 

d) Nem urgente nem importante.
* As instruções distinguidas por letras são referências no trabalho
“Administração do Tempo, de Sandro Neto Ribeiro”.
  
Muitos estudiosos procuram aprimorar o uso do tempo, somente o quanto se refere aos negócios, ao trabalho e à vida secular. Porém, o mais importante acabam deixando de lado. Trata-se da vida no sentido familiar e no sentido social. Lembrando que, tanto um como o outro dependem exclusivamente do sentido espiritual. Do qual, em suma, é a origem e dependem os demais.
Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer (João 15.5).
Quando o Mestre dos mestres se expressou dessa maneira, “sem mim nada podeis fazer”... Ele quis dizer exatamente isso – nada – em nenhuma área da existência humana pode ser feita e se chegar a bom termo, se não for pelos ensinos do Senhor Jesus. O objetivo que Ele nos apresenta é poderoso, espiritual e eterno.
Além disso, entendamos que em nós não reside a premonição do final da nossa vida terrena.   
Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida?  É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece (Tiago 4.14).

LÁZARO DE BETHÂNIA
No tempo em que Cristo palmilhava a Palestina, Bethânia era uma aldeia que ficava distante de Jerusalém cerca de 3 km. Essa distância era percorrida em aproximadamente 45 minutos. Nessa pequena localidade residia uma família composta por 3 irmãos, eram eles: Lázaro, Marta e Maria. Algumas vezes aquela família recepcionou Jesus dando-lhe pousada quando Ele para lá se retirava (Mateus 21.17). Portanto, eles eram seus amigos!
Ocorre que, Lázaro foi acometido de grave uma enfermidade, e suas irmãs percebendo a situação, mandaram chamar Jesus (João 11.1,3). Ele, porém, não veio há tempo.

Quando Jesus chegou Lázaro já havia morrido há alguns dias. O Mestre foi então, levado à caverna, lugar onde fizeram o túmulo de Lázaro, Ele olhou os judeus e também os discípulos que o acompanhavam e disse-lhes:
– Tirai a pedra.
Ouvindo isso, Maria, a irmã do defunto, retrucou:
– Senhor, já cheira mal, porque é já de quatro dias. (João 11.39).
Então, Jesus contestou:
– Maria, não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?
Diante da autoridade da Sua, eles lhe obedeceram. E o que se viu, a partir daí, foi algo de, ao mesmo tempo, extraordinário, surpreendente e maravilhoso.
Ali mesmo Jesus faz uma oração e então brada com voz forte: “Lázaro sai para fora!”.
E aquele que por quatro dias estava morto ouviu a voz de Cristo. E, das regiões paralelas, onde imperava a morte, ele atendeu a ordem de Cristo e cruzou novamente os limites divisórios entre os dois mundos: o da morte e o da vida. E ressurgiu vitorioso para a vida que Jesus lhe ofertara.

Esse texto bíblico é um dos mais tocantes entre os inseridos nas Sagradas Escrituras! Entretanto, ele mostra além da sensibilidade do acontecimento e nos dá também outras lições. Uma delas é aquela que todos nós já sabemos. Mas, mesmo assim, alguns se descuidam e pensam que são mais do que os outros.
A Bíblia nos ensina que depois de quatro dias após a morte, o corpo cheira mal: rico, pobre; bonito, feio; alto, baixo; negro, branco; culto ou analfabeto; todos os naturais de quaisquer pontos geográficos do mundo. Todos, sem exceção!
Disse Jesus: “O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei” (João 15.12).
Então, enquanto temos oportunidade, consideremos o nosso próximo como um de nós. E, pensando como Cristo queria que pensássemos, adotemos a filosofia de vida que Ele tão pacientemente nos ensinou.


O SALMO 90 E A EXPECTATIVA DE VIDA
A autoria desse Salmo é atribuída a Moises, assim sendo, ele o teria escrito à cerca de 3500 anos. Nele encontramos várias situações que nos levam à importantíssimas conclusões. Correlacionando-o ao nosso assunto, quero destacar o verso de número dez que nos alerta quanto à brevidade da vida. Ali o salmista declara que se alguns chegam há 80 anos, o melhor que se lhes apresenta é uma condição de extrema fadiga e indisposição generalizada.
Os dias da nossa vida chegam a setenta anos, e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, o orgulho deles é canseira e enfado, pois cedo se corta e vamos voando (Salmos 90.10).

IDOSIDADE NO BRASIL
Em nosso país, o Brasil, segundo notícias divulgadas no final do ano passado, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que: a expectativa de vida do brasileiro ao nascer atinge a marca de 73,5 anos. Os dados apresentam ainda, um aumento significativo de 10 anos e 11 meses quando comparados aos mesmos parâmetros de três décadas atrás. O que nos leva a crer que, a melhoria das condições de vida e o desenvolvimento da medicina têm aumentado e proporcionado essa perspectiva. Outras informações nos dão conta que, o mesmo Instituto divulgou já temos 10% da nossa população contando com pessoas de mais de 70 anos e que, dentro de 40 anos esse percentual deverá superar o dos jovens.  

CONCLUSÃO
O que podemos entender é que a coisa não mudou nada ou quase nada em 3500 anos, pelo menos nesse ângulo. Dessa forma, vejamos o que o escritor sagrado continuou registrando: Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios (Salmo 90.12).
Precisamos sim, como no passado, agora nos dias atuais, de sabedoria para livrarmo-nos dos vícios e suas das consequências; dos excessos imponderados e dos desvios à sâ doutrina recomendada por Deus e repetida por seus arautos.
Só assim e com a ajuda de Deus, estaremos aptos para vivermos aqui com muito melhor condições e qualidade de vida.

Lembremo-nos que a Bíblia é verdadeira! E depois dos benefícios de vivermos uma vida intensa, sadia e feliz, amando-nos uns aos outros, ainda no outro lado estaremos sempre com Deus.
Em breve nos encontraremos com o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores!

Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: “Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo (Mateus 25.34).

Aquele dia o Senhor Jesus se manifestará aos que estiverem à sua direita...
Por isso, procure andar sempre direito e permaneça à direita, de acordo com os preceitos do Mestre!

Viva com Deus e seja feliz!
Pastor Renato Moura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário sobre essa matéria será bem recebido.