sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

IGREJAS CRISTÃS FECHADAS - parte 1 - surpreendentemente, por mais espantoso que seja...



IGREJAS CRISTÃS FECHADAS
O motivo que me levou a escrever esse artigo com dois focos, não é o que o título sugere. Quero dizer, não exatamente para as duas observações.
Acredito que, subjetivamente a designação também serviria para a segunda. E, surpreendentemente, por mais espantoso que seja o mesmo título serve sim, para as duas ponderações.
Analise esse abreviado e tire você mesmo as suas próprias conclusões.

CHINA
De acordo com agências internacionais, a China pretende fechar completamente as igrejas Evangélicas. Um processo gradual que abrangerá três etapas está em andamento. Essas informações foram obtidas a partir de uma comunicação feita em abril pela “Associação de Ajuda à China”, uma ONG que envia obreiros em missão para aquele país.
Entre os meses de janeiro a junho, o objetivo era o de catalogar todas as igrejas que funcionam nas casas.  As autoridades montam um arquivo geral com as informações que julgam necessárias e formam um dossiê minucioso sobre os envolvidos. Em um documento publicado no mês de setembro p. p., em aula de treinamento mantida pela “Administração Estatal para Assuntos Religiosos da China”, a intenção apareceu claramente exposta.
O plano deixa claro que, na etapa dois haverá, até dois anos adiante, uma coação para que “voluntariamente” as igrejas sem registro se filiem ao “MPTA-Movimento Patriótico da Tríplice Autonomia”, o que permitirá um monitoramento integral sobre tudo o que se passa nas igrejas. Para a etapa de número três, que deverá ser concluída em até dez anos, as igrejas que relutarem em adotar as novas regras impostas, terão seus lideres presos e condenados até à morte e as igrejas fechadas.

INDONÉSIA
Autoridades da localidade de Aceh, ao norte da ilha de Sumatra, na Indonésia, fecharam as portas de 17 igrejas cristãs e suspenderam suas atividades, somente no mês de maio. A Expectativa é que mais igrejas serão fechadas, pois, grupos radicais islâmicos e anticristãos continuam exercendo as pressões contra os cristãos.
As igrejas foram fechadas devido a um acordo a que foram obrigadas a assinar no ano de 2001, o qual definia uma igreja na província e apenas quatro capelas. Entretanto o crescimento tem sido grande e novos acordos foram firmados e, ao que parece, agora tornados sem efeito. Daí, o fechamento das igrejas.  
Na região está em vigor a Sharia, lei islâmica que, a rigor, só deveria ser aplicada aos muçulmanos. No entanto, as autoridades fazem vista grossa e extremistas entre a população impõe seus preceitos e interpretações por conta própria. Essa situação torna muito difícil a vida dos fiéis cristãos.
Representantes do governo destacam que há desrespeito à “Pancasila”: lei fundamental dos cinco princípios que regulamenta a convivência entre as comunidades religiosas.



Leia também: IGREJA CRISTÃ FECHADA
                                Parte 2 – CLIQUE AQUI 

                                Parte 3 – CLIQUE AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário sobre essa matéria será bem recebido.