sábado, 6 de março de 2010

MANIFESTO CONTRA A BÍBLIA DAKE - A Bíblia Sagrada com os seus 66 livros continua sendo, para nós evangélicos, uma só. As verdades nela contidas proporcionam condições para que qualquer pessoa possa se voltar a Deus e reconhecê-lo como Senhor e Pai.


MANIFESTO CONTRA A BÍBLIA DAKE

A Bíblia Sagrada com os seus 66 livros continua sendo, para nós evangélicos, uma só.
As verdades nela contidas proporcionam condições para que qualquer pessoa possa se voltar a Deus e reconhecê-lo como Senhor e Pai. Ela se mantém com mesma objetividade transformadora com a qual, sempre se mostrou e foi capaz.
Suas mensagens, desde o livro do Gênesis ao livro do Apocalipse, apontam para Jesus Cristo, e enfatizam ser Ele o único Salvador da raça humana.
Todos os que pretendem chegar mais perto de Deus precisam ler a Bíblia. Só ela traz os princípios que norteiam a sensibilidade espiritual, e se compatibiliza perfeitamente com métodos científicos, proporcionando, muitas vezes, direção à chamada ciência, antes mesmo de que ela pudesse por à prova um fato.
Sem invalidar os parâmetros epistemológicos, a Bíblia foi, permanece, e continuará sendo a “Palavra de Deus”.

O primeiro livro impresso no mundo foi a Bíblia. Os méritos da invenção da imprensa é do alemão Johannes Genfleisch Gutemberg;  em 1455 ele imprimiu 200 Bíblias tipograficamente.
Em todo o tempo existiram livros que pretendiam promover ajuda na interpretação dos textos sagrados. Essas publicações eram autônomas, isto é, eram oferecidas em forma de volumes separados da Bíblia. Assim sendo, dava ao leitor a liberdade de aceitar ou não aquelas explanações. Ocorre que, de algumas décadas para cá, tem surgido no mercado editorial as chamadas “Bíblias Explicativas” ou "Bíblias de Estudo" . Essas tais apresentam a mensagem como ela é; porém, nas margens inferiores, lateral direita, lateral esquerda e até na margem superior, são fixadas notas explicativas que condicionam o leitor a assumir a direção que agentes contemporâneos querem dar.
Na realidade esses autores e editores tiram a verdadeira liberdade que a Bíblia Sagrada preconiza e proclama: Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres (João 8.36).

Sou plenamente a favor dos livros teológicos, manuais, dicionários, concordâncias, enciclopédias, tratados, dissertações, etc. Porém, o que temos presenciado é um crescente e assombroso embargo ao direito do “livre pensar” de cada um. Ainda mais quando passam despercebidos os adicionais heréticos que comprometem a essência da “Palavra”.

Não me conformando com as alarmantes incoerências numa dessas Bíblias, no caso a “Bíblia Dake”. E, diante do crescente movimento de indignação às heresias ali acrescentadas, venho me solidarizar com os pregoeiros da justiça que repulsam essa nefasta publicação em nosso país.

Por assumir tal posição, e com muita responsabilidade transcrevo o texto abaixo,

Pastor Renato Moura.


ORGÃOS DA CGADB MANTÉM VETO  À BIBLIA DAKE

terça-feira, 2 de março de 2010

Conforme publicou o blog Point Rhema, do pastor Carlos Roberto, o Conselho de Doutrina e a Comissão de Apologética da CGADB, reunidos na última sexta-feira, dia 26 de fevereiro, em Campinas, SP, mantiveram os termos da primeira resolução, reiterando que a CPAD suspenda as vendas da Bíblia Dake e recolha os exemplares aìnda disponíveis em suas livrarias.
Não se esperava outra postura de ambos os órgãos. Louvável a manutenção do veto, visto que tais resoluções, estatutariamente, não são meros pareceres, mas decisões a serem acatadas, conforme o mesmo estatuto, por seu caráter deliberativo.
É de lamentar-se que a primeira resolução não tenha sido considerada em sua decisão, visto que a CPAD insistiu em continuar vendendo o "produto" e trazer uma segunda edição aos respectivos órgãos com os cortes das "incongruências" que passaram na "primeira peneira", sem atinar para o que deliberava o documento: a suspensão das vendas.
Segundo se soube, numa primeira e rápida passada de olhos feita na reunião (talvez, o pastor Carlos Roberto possa confirmar o fato) foram encontradas novamente três ou quatro "incongruências" que acabaram passando pela "segunda peneira", o que comprova a menção feita no blog O Balido, do Judson Canto, do que já fora afirmado na primeira resolução: "Trata-se de um pensamento que norteia todo o texto, não se tratando de casos isolados".
Por outro lado, a necessidade de os órgãos da CGADB já mencionados se reunirem uma segunda vez para tratar do mesmo assunto e reiterar a mesma posição, em virtude do não acatamento da CPAD, trouxe profundo desgaste institucional e, infelizmente, deixou a imagem dos que a dirigem seriamente arranhada.
Para concluir, é de esperar-se que não se repita a mesma "ladainha", numa nova tentativa de mudar a decisão, mas haja o cumprimento cabal da resolução para que, com o tempo, a credibilidade da direção da Casa seja restaurada.
É por isso que estamos orando.

12 comentários:

  1. ainda bem que se pode comprar pela internet pq essa biblia e show!!
    vc que tem uma visao muito apatica das coisas!!
    isso se chama religiosidade!

    ResponderExcluir
  2. Meu querido missivista Anônimo.

    Se o seu raciocínio é apurado e as suas funções cerebrais respondem perfeitamente...

    Se você é uma pessoa considerada sã, (no sentido da saúde física e mental) e que goza de perfeito juízo em situações de influência capciosa indireta...

    E, se já leu os artigos contrários à Bíblia Dake postados em vários veículos, aqui mesmo na Internet, e os outros muitos publicados na mídia escrita...

    Se, mesmo depois de mais esse alerta inserido neste blog, a sua consciência lhe diz que os comentários adicionados ao texto original da Bíblia, pelo DR. DAKE lhe servem... Não sou eu quem vai enviar-lhe à condenação!

    Deus sempre favoreceu o ser humano com a liberdade de escolha para todas as áreas da vida. Entretanto, sem subterfúgios, Ele aponta claramente os resultados que cada escolha trará.

    Porque o Senhor esquadrinha todos os corações, e entende todas as imaginações dos pensamentos; se o buscares, será achado de ti; porém, se o deixares, rejeitar-te-á para sempre (1Cr 28.9b).

    Quanto a palavra “apatia” devo lembrar-lhe que ela, entre outros sinônimos, indica: impassividade, indiferença, insensibilidade, marasmo, sonolência. E, querido “Anônimo”, sobre as Edições da Bíblia Dake, esses significados não refletem nenhuma verdade, quando dirigidos à minha pessoa.
    A inserção deste artigo escrito pelo ilustre Pastor Geremias do Couto no meu Blog, bem como, a minha manifestação pública, feita já há tempos – são provas dessa minha afirmação.

    Religioso... Sou sim! E procuro praticar a verdadeira religião, com alegria e com sinceridade, conforme preceitua a Bíblia Sagrada.

    Por isso, estarei orando por você, para que os seus olhos possam ver além do descaso na preparação da “ração das ovelhas”; e do “Marketing” que visa interesses financeiros que ignoram a pureza da “Palavra de Deus”, visando apenas e tão somente, o recolhimento de finanças.

    Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores (1Timóteo 6.10).

    ...Da próxima vez, identifique-se, por favor!
    Amigo Anônimo – fique com Deus!

    ResponderExcluir
  3. ola pastor o que tem de errado com a biblia dake? att daniela

    ResponderExcluir
  4. Pastor, Renato Moura a Paz seja contigo, ensino e prego, quando tenho oportunidade, pois não sou pastor sou apenas um servo, que o Senhor envia,e usa para fazer a Sua vontade. Permita-me falar o que com certeza o irmão tem pleno conhecimento. Entendo que Deus criou o homem como um ser inteligente para ter comunhão com ele. De todas as criaturas, o homem é o único feito à imagem de Deus (Gênesis 1:27). Desde a criação, Deus tem desejado que escolhamos imitá-lo e estar com ele. Para fazer isso, precisamos saber quem ele é e o que ele deseja de nós.De outra forma como poderemos agradá-lo? É por isso que Deus nos deu a Bíblia. Afirmo que nos últimos anos, a igreja brasileira foi enriquecida e empobrecida com a grande quantidade de Bíblias comentadas. Me refiro aqui às versões bíblicas disponíveis no mercado, afirmo que não vou e nem penso em discutir qual versão é melhor, até porque não conheço hebraico e grego fluentemente para definir essa questão. Pastor se os revisores, que "são capacitados para este fim", não conseguem concordar em questões pequenas e divergem quanto à melhor versão a ser usada?
    Afirmo apenas, que a igreja foi enriquecida, porque dispõe dos mais diversos comentários que agradam a todo "tipo de crente". E empobrecida, porque a quantidade de Bíblias comentadas deixa atrás de si discípulos sectários que passam a defender o ponto de vista de seu comentarista, como se este fosse o agente final de Deus para uma nova revelação, gerando conflitos e confusão em nosso meio, contrariando a afirmação que "meu Deus não é Deus de confusão". Observei duas linhas de pensamento nestas Bíblias comentadas, umas são devocionais e não demonstram tendência doutrinária, O senhor concorda comigo? Porém pelo que pude observar, a maioria delas induzem o leitor a observar algum tipo de linha doutrinária.
    Para mim o pior de tudo isso,é que muitos cristãos confundem Bíblias comentadas com versões bíblicas. Sei disso, porque, uma das primeiras coisas que aprendi, diz respeito à diversidade de versões bíblicas e à maneira como o aluno deve estudar um tema comparando os textos bíblicos. No seminário ou ministrando aulas, observei preocupado que alguns alunos, em sua simplicidade cristã, acreditavam que sua versão é a versão do céu, e entravam em parafuso, quando percebiam que a Palavra é a revelação de Deus para nos equipar para toda a boa obra (2 Timóteo 3:16-17). Ela começa com a história da criação, para nos mostrar o quanto Deus nos ama e o quanto ele quer que estejamos com ele. Ela também nos mostra o quanto ele odeia o pecado e a desobediência,que são as barreiras que nos separam de nosso Criador.
    Que Deus nos abençoe, com sua Graça e Misericórdia.
    Deixo-lhe meu E-mail para um futuro contato, se Espirito Santo falar ao teu coração para o fazer, e podermos aprender mais e mais, a sermos mais uteis aos propósitos de Deus para os que não o conhecem.
    A Paz de Cristo: marcoslasneau@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Paz do Senhor Jesus, Daniela.

    Como o artigo acima já descreve, muitos pontos controvertidos foram levantados na chamada “Bíblia Dake” que foi publicada em 2009 pela CPAD, em parceria com a Editora Atos. Alguns deles foram confrontados por uma outra publicação da própria CPAD. O livro que assinala esses deslizes é o “Cristianismo em Crise” do autor Hank Hanegraaff - Rio de Janeiro, CPAD, 2006.

    Na pagina 128 o livro esclarece que certos autores colocaram o primeiro homem Adão, numa posição de super-homem e, ele, para dominar toda a criação (Gn 1.26-28), teria até que voar.
    Só para conhecimento das afirmações heréticas desses chamados mestres, eles indicaram que não só Adão voava, como também podia fazer viagens através do mover do pensamento. Assim, ele teria ido, de fato, várias vezes à lua. Porém, essas afirmações são totalmente antibíblicas, pois o que se entende do texto é que, o domínio a que Deus incumbiu Adão, foi de abrangência relativa, o que não lhe permitia voar como as aves, nadar como os peixes ou mesmo ter a força de um rinoceronte. Contudo, vemos que o mesmo homem frágil em certas comparações e limitado como era Adão, hoje domina, sem problemas, todos os demais seres criados.

    Já nas páginas 326-327, o escritor Hank Hanegraaff faz algumas assertivas quanto as chamadas Bíblias de Estudo: ele indica como excelentes: a Student Bible, a NIV Study Bible e The International Inductive Study Bible. No Brasil, entre outras, temos: A Bíblia Explicada, Bíblia de Estudo Vida Nova, a Bíblia com anotações de Scofield e a Bíblia Pentecostal. Também existem algumas Bíblias de estudo de qualidade questionável, que não recomendamos como a Word Study Bible: Kenneth Copeland Reference Edition Bible e a Dake’s Annotated Reference Bible. Afirma também que, a pior coletânea de ensinos falsos está na “Bíblia Dake”.
    Sobre Deus, Dake afirma que Ele é apenas um “ser de tamanho ordinário. Ele usa roupas… come… descansa… habita numa mansão, numa cidade localizada num planeta material chamado Céu”.
    Logo na primeira página do Novo Testamento, Dake escreveu que Jesus “tornou-se Cristo, ou seja, o ‘Ungido’, 30 anos depois de ter nascido de Maria”. Ora, qualquer pessoa que tenha cantado ou ouvido algum hino de Natal com fundamento bíblico está familiarizada com o trecho de Lucas 2.11, que diz: “Pois na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor.
    Para maior esclarecimento sobre esse assunto indico o site:
    http://www.pulpitocristao.com/2010/01/as-heresias-da-biblia-dake/

    O Sr. Finis Jennings Dake, autor do comentário “DAKE” – rejeitou o estudo teológico formal e teria preferido seguir seus próprios pontos de vista. Ele chegou declarar, várias vezes que, recebia por divina revelação a aclaração de trechos difíceis. Sendo que, esse modelo de interpretação é extremamente perigoso, pois coloca o leitor à mercê da explicação particular de outra pessoa que teria recebido de Deus essa tal revelação; sem ao menos se saber em quais condições esse tal, as teria recebido.
    Há também acusações “muito sérias” contra o autor dos comentários inseridos na chamada “Bíblia Dake”; acusações que vão desde heresia, pedofilia e racismo, sendo que sobre pedofilia o Sr. Dake teria uma condenação sentenciado a seis meses de reclusão na Casa de Correções de Milwaukee, no ano de 1937.

    Para maior esclarecimento sobre esse assunto indico o site: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/biblia-dake-e-racista

    ResponderExcluir
  6. A paz do Senhor Jesus!
    Querido Marcos Lasneau.

    Muito coerentes as suas palavras!
    Seus pensamentos se mesclam ao meu ponto de vista que está inserido no artigo acima.
    Devemos sim, amado irmão, dedicarmo-nos à leitura e meditação da “Palavra de Deus” sempre isentos de direcionamentos pré-concebidos por pseudos sábios. Alguns individuos tentam nos direcionar e fazer com que sigamos suas considerações sem que façamos uso da liberdade com que fomos agraciados por Deus!
    Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor (Gálatas 5.13).
    Que o Senhor Jesus continue abençoando a sua vida!
    Pr. Renato Moura

    ResponderExcluir
  7. A Paz do Senhor,

    Gostaria de adquirir a Bíblia Dake aqui citada, porém, antes de faze-lo eu pesquisei e achei essa matéria. Por qual outra Bíblia posso substituir essa?
    O pastor Renato teria alguma outra indicação para leitura?

    Grato, Raphael.

    ResponderExcluir
  8. A paz do Senhor – querido irmão Rafael.

    Indico a “Bíblia de Estudo Pentecostal” em português – Editora: CPAD.
    Essa Bíblia que tem como editor o Pr. Antonio Gilberto. Homem de incontestável categoria, tanto no que se refere à erudição, quanto a sua irrefutável posição espiritual. Daí a admiração e respeito que o mesmo tem conquistado junto aos seus pares no Brasil e até fora dele.
    Eu que tive a honra de recepcioná-lo em uma das suas visitas/estadias à sede da Assembleia de Deus no Ipiranga, posso, também, atestar o seu cuidado quanto à capacitação dos servidores, “Ministros da obra de Deus”.
    Se o amado quiser ver um pouco sobre a posição adotada pelo Pr. Antonio Gilberto, com referência a “DAKE”, leia a entrevista dele no blog “O BALIDO” do Judson Canto. Clique no endereço seguinte: http://judsoncanto.wordpress.com/2010/02/12/biblia-dake-pastor-antonio-gilberto-fala-a-o-balido/
    Peço, porém, que o que o querido irmão leia também as ideias embutidas nas entrelinhas; só assim terá um perfeito entendimento sobre a nossa posição.
    Que o Senhor Jesus continue iluminando os nossos corações!

    Pr. Renato Moura

    ResponderExcluir
  9. A paz do Senhor.

    Puxa vida, obrigado pela dica, acabei comprando a Bíblia indicada e gostei muito, apenas senti falta de um dicionário no final, de resto ela é bem completa. Vou ler com mais calma o link mencionado e as ideias embutidas nas entrelinhas. Tenho plena preocupação quando se trata das coisas de Deus, não quero cair em falso entendimento. Eu era uma ovelha dispersa, passei dez anos na escuridão e voltei pela misericórdia de Cristo, faz um mês que freqüento uma igreja aqui perto de casa e sinto um anseio enorme em aprender sobre a Palavra e transmiti-la. Gostaria de saber se o irmão tem alguma indicação para leitura de algum dicionário Bíblico de qualidade.

    Grato desde já, que Deus lhe abençoe pela ajuda e paciência.

    Raphael Fellipe.

    ResponderExcluir
  10. A Paz do Senhor amado irmão Raphael Fellipe.
    Você fez muito bem em ter retornado à casa do Pai.
    Estarei orando por sua vida; fique firme no Senhor Jesus!
    Um ótimo dicionário é VINE, editado pela CPAD.
    Mas, existem outros; visite uma boa livraria evangélica e conheça algumas obras antes de se decidir. Um grande abraço e fique com Deus.
    Pr. Renato Moura.

    ResponderExcluir
  11. Prezado Pr Renato Moura,

    Me chamo Wagner, sou do Rio de Janeiro, capital, e membro de uma igreja Batista. Há alguns anos adquiri um exemplar da Bíblia Dake, apesar de ouvir e ler algumas considerações como estas que o irmão registrou.

    Mas o que me chamou a atenção em sua palavra foram algumas colocações que julgo perigosas, que até poderiam se igualar ao objeto da crítica que o irmão faz tão veementemente. De forma muito respeitosa, gostaria de ponderar isto com o irmão.

    Uma contradição aparente em sua palavra inicial neste blog é quanto à sua concordância quanto à busca por literaturas de estudo bíblico de forma separada, mas sua discordância quanto à publicação destes tipos de literatura junto à Bíblia. Na minha visão, devemos ser contrários ao objetivo, e não à forma. Senão, estaríamos sendo incoerentes, ou como julgam alguns, hipócritas. Explico o porquê:

    Os comentários bíblicos dentro ou fora do exemplar não fazem a menor diferença para quem está lendo, pois a intenção e racionalidade do leitor é que determinará sobre o que ele deve levar em consideração. Até porque, só adquire uma Bíblia de Estudos quem deseja ter em mãos uma literatura que o ajude a interpretar questões não apenas teológicas, mas culturais. Por isso, destaco esse cuidado que o irmão poderia ter ao assumir essa postura tão radical contra esta Bíblia de Estudos.

    Outro ponto que gostaria de dialogar com o irmão é quanto ao extremismo sobre estes ditos erros e/ou heresias. Posso afirmar pessoalmente ao irmão que, de todos os registros que encontrei na internet sobre os ditos erros nesta Bíblia, nenhum deles se configura de fato como heresia, e explico. Encontrei 4 razões para essas manifestações: (1) registros de pessoas com má fé que dizem haver textos nesta Bíblia que, em verdade, nunca houveram. Quanto a este ponto, nem me detenho, pois não vale a pena. Deus fará justiça com estes; (2) Falhas de interpretação do contexto, levando ao literal o comentário sem considerar o contexto e até mesmo outros comentários complementares no mesmo exemplar; (3) questões puramente interpretativas, e aqui entram as diferentes visões entre as denominações evangélicas; e (4) erros de tradução.

    Ou seja, nenhuma destas razões merece uma manifestação contra a venda deste exemplar, mas, sim, que sejam corrigidos os desvios quanto ao ponto 4. De resto, asseguro ao irmão que todas as manifestações que encontrei estão nos outros 3 motivos que destaquei, o que não significa de forma alguma qualquer tipo de heresia.

    O que quero destacar ao irmão é que, se há justificativa para se levantar uma bandeira contra uma publicação, que se faça contra todas elas. Repito, todas. Todas as publicações de comentários e/ou estudos contém algum tipo de desvio, seja qual for o motivo que destaquei acima. Me preocupa em nós, cristãos, a postura radical e superficial em assumir uma luta com o esforço que deveríamos empreender em outras questões mais sérias e perigosas, principalmente na vida da nossa sociedade degradante.

    Conforme o irmão mesmo citou, quem nos revela a verdade é o Espírito Santo de Deus. Até mesmo nossas versões já se configuram em distorções. O irmão deve conhecer, assim como é sabido de todos, o erro de tradução do texto da Grande Comissão, onde o “ide”, em verdade, significa “indo”. Se assim fosse, deveríamos proibir a venda de todos os exemplares da Palavra de Deus, segundo a interpretação do irmão.

    Por fim, proponho ao irmão que, ao invés de gastarmos esforços levantando uma bandeira contra a publicação de determinado comentário e/ou estudo bíblico A ou B, que proporcionemos um espaço para debater os textos que eventualmente trazem polêmicas, para, assim, de forma não só democrática, mas racional, como ensina a Palavra de Deus, possamos abrir nossos olhos para outras questões que até então nunca enxergamos.

    Quero que o irmão receba esta palavra com todo o respeito que lhe cabe, pois minha intenção é tão somente contribuir para que nossos canais de discussões bíblicas se tornem canais de aprofundamento, e não apenas de ataques.

    Um grande abraço em Cristo.

    ResponderExcluir
  12. Querido irmão Wagner.
    Tenho certeza que o amado está se reportando da forma que o seu entendimento o direciona, pelo menos por hora. Porém, se o irmão observar melhor, verá que há muito cuidado nas minhas assertivas explicitadas no artigo.

    Muitos são os que sinceramente buscam na Bíblia Sagrada, palavras de encorajamento, fé e sabedoria para enfrentarem as instabilidades da vida. O que deixei claro é que direções “embutidas” no texto Sagrado podem levar os incautos, a concluírem que aquilo faz parte dos escritos originais; o que não é verdade.

    Meu parecer é que, a forma como uma premissa aparece misturada e é apresentada, pode condicionar muitas vidas e levá-las ao erro. Essa é a realidade que temos visto: crenças equivocadas pululando aos milhares por aí afora.

    Agora, pesquisar pontos de vista, argumentos ou mesmo conteúdos, em volumes à parte, tudo bem! Pois, tais leitores, já sabem antecipadamente que o texto não faz parte do Cânon Sagrado. Com conhecimento de causa utilizam esses materiais como fonte de informação, pesquisa e estudos.

    Embora sabedores de que o joio deve crescer junto do trigo, é necessário termos cautela (Mt 13.29). A prudência é algo de suma importância, principalmente para aqueles que pretendem levar a verdadeira luz do Evangelho de Cristo. Além disso, o Mestre nos exortou a vivermos precavidos: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca." (Mt 26.41).
    Vemos ainda no livro do Apocalipse que ninguém, mesmo com boas intenções, tem o direito de acrescentar um til, ao que foi escrito: “Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro (Ap 22.18)”.

    Quanto os erros doutrinários e heresias imiscuídas naquela publicação, já estão largamente comentados e não é de bom alvitre enfatizar o assunto; haja vista que a própria CPAD abriu mão dela, pois os detentores do direito autoral não permitiram cortes. Hoje outra editora a publica na integra, e, para minha surpresa, há quem goste. Bem, mas, pela falta de zelo ao que é sagrado, cada um responderá por si.
    Dessa forma, ascendeu o meu cuidado sobre as publicações que são chamadas de Bíblia, entretanto, não são só “Escrituras Sagradas”, tem lá uma mistura suspeita, sem o devido rótulo “Perigo! textos acrescentados!”

    Acredito que a minha posição pode não ser economicamente viável, porém é apropriada, nítida e transparente, e nisso também consiste o vigiar!
    Agradeço o seu comentário, embora respeitosamente seja contrário a ele em algumas partes.
    Fique na paz do Senhor Jesus e que Ele nos ajude!
    Pr. Renato Moura.

    ResponderExcluir

O seu comentário sobre essa matéria será bem recebido.