terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

1 Cp. de PERDÃO 1.200 mg. 2 vezes ao dia - É uma palavra fácil de dizer... Você concorda? Não? Vamos... Vamos - é fácil sim...




DESTAQUE:

1 Cp. de PERDÃO 1.200 mg.
2 vezes ao dia

Pr. Renato Moura
Espero que os 5 trabalhos abaixo sejam do seu agrado!
NOVO RUMO
Com Cristo deixarás o vale de lágrimas,
E surgirá um novo tempo, que já está perto.
Chuvas de bênçãos marcarão as suas páginas,
E sorrirás da ameaçadora solidão do deserto.
Não desperdice forças com jóias pequenas,
Porque em breve um tesouro vais alcançar.
Põe todo o esforço, na escalada apenas,
Exercita a tua fé; sobe ainda este patamar.
Mas, uma questão ainda perturba a tua mente,
Que de tanta pressão se mostra incompreensível.
É a névoa insana, cada vez mais presente...
Entretanto, suba; desliza no céu com garbo prumo.
Se tu podes crer, a Palavra diz: a ti, tudo é possível.
Com os olhos de águia, vê – Deus te dá um novo rumo!
Os que esperam no Senhor renovarão as forças,
subirão com asas como águias; correrão, e não se
cansarão; caminharão, e não se fatigarão (Isaías 40.31).
©Pastor Renato Moura – Publicação livre – se indicado o autor.

PESCAR DE NOVO
No mar, o desencanto da ruptura
Sacode nas pedras o véu espumante.
E rebrilham os círculos de ternura,
Em blocos esparsos esvoaçantes.
E nos tênues lampejos das lembranças,
Só vêem parcas migalhas em fragmentos.
Foram tantas ardências de esperanças
Que saíram da tela, fugiram nos ventos.
Mesmo assim, a persistência amarra a linha.
E vem despejando na areia, o canto do sol.
E de repente, vê-se no ocaso que se avizinha,
Que os homens do mar se reanimam, embora...
Trabalhem na trama como se fora um lençol.
E refeitas as redes, saem de novo, antes da aurora.
E Jesus lhes disse: Vinde após mim,
e eu farei que sejais pescadores de homens.
(Marcos 1.17)
©Pr. Renato Moura – Publicação livre – se indicado o autor.

MINHA CONFISSÃO
De vez em quando,
Desnudo a vida.
Quando a chuva desliza,
Descendo a subida.
E o agudo espamo machuca,
No sopro da telha que geme.
Batendo a janela que escuta,
No vidro escorrido que treme.
Por que se desfaz a desdita,
Em copioso pranto por mim?
Não fora eu a lamúria
Do infausto terrível no fim?
Ou foi a insônia sombria,
Daquela dura cama cinzenta
Que faz as noites mais frias,
Faltar-me o véu que acalenta?
Resigno-me a cada manhã,
Ante a profusa luz que brilha.
Quando eu voltar, voltarei no afã,
Vou palmilhar de vez: minha trilha.
Disse Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida;
ninguém vem ao Pai senão por mim (Jo 14.6).
©Pr. Renato Moura – Publicação livre – se indicado o autor.

PERDÃO
É uma palavra fácil de dizer... Você concorda?
Não? Vamos... Vamos - é fácil sim!
Experimente... faça uma forcinha. “Vaaamos”...
Põe os lábios ligeiramente para dentro da boca...
Aperte-os um pouco.
Isso mesmo!
Enche a boca de ar. Não muito, menos da metade dá.
“Ei” não se acanhe!
Já tem um pouco de ar na boca? tem? ... Ótimo.
Agora pense na palavra: PERDÃO.
Está pensando? mesmo?
“Peeense”: per... perdão!
Bem, você está conseguindo... está com os lábios para dentro;
Tem uma relativa quantidade de ar presa dentro da cavidade bucal;
E o que é de extrema importância:
se esforçou e está pensando na palavra “perdão”.
É AGORA: vamos! ...tenha confiança em Deus!
“Fooorça”! você consegue!
Agora fale: PERDÃO.
– PERDÃO!
“Uuufá” Parabéns!
Viu como foi fácil?
O pão nosso de cada dia nos dá hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas,
assim como nós perdoamos aos nossos devedores. (Mateus 6.11,12).
© Pr. Renato Moura – Texto livre, se indicado o autor

1 Cp. de PERDÃO 1.200 mg.
2 vezes ao dia
A excessiva excitação do Sistema Nervoso Central, pode ser decorrente de sensações como: a ansiedade ou o medo. Essa excitação, geralmente, se dá pela interpretação de situações de perigo. E, às vezes, a diferença entre uma e outra é imperceptível. Entretanto, o medo ocorre mais por ação real e concreta; enquanto a ansiedade tem características mais ausentes. A ansiedade provoca sinais psicológicos que apontam o cruzamento entre o físico e psíquico. Já que leva a sintomas físicos como: a batedeira (taquicardia), a transpiração (sudorese), tremores, dor nas costas (tensão muscular), além de dor de cabeça (cefaléia) e desarranjos urinários e intestinais.

Esse estado ansioso que alguns dos nossos irmãos sofreram no passado, fora desencadeado pelo perigo da perda da vida biológica, que lhes era real e verdadeiro.
Hoje, porém, muitos sofrem ansiedade pela possibilidade da perda de conforto, de poder econômico, perda de status, de afetos, de amizades, vantagens, privilégios, entre outras tantas mais. Quantos passam dias e noites se corroendo e se martirizando, pensando naquela pessoa que fez algo desagradável...
Para alívio imediato e duradouro aqui vai uma receita que tem um efeito extraordinário.

Exercícios diários de:

1) Benevolência – promova o bem indistintamente;
2) Cortesia – trate a todos com amabilidade;
3) Prudência – tendo por base a sabedoria da “Palavra”;
4) Honestidade – pratique os princípios bíblicos;
5) Boa-fé – oriente-se pelo Espírito Santo de Deus.
. . .
E para ingerir: tomar 1 Comprimido de PERDÃO de 1.200 mg., 2 vezes ao dia.
Um pela manhã, em jejum; outro à noite, ao deitar.
E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores (Mt 6.12).
De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus (Fp 2.5).


Que Deus nos abençoe!
© Renato Moura – publicação livre – se indicado o autor

2 comentários:

  1. Olá primo Renato, visitei teu blog e quero parabenizá-lo pelo mesmo e desejar novamente que Deus continue te abençoando e usando nas diversas maneiras com a palavra falada, escrita... em oração ou ensino, se deixe mesmo usar por Deus de todas as maneiras remindo o tempo para poder arrancar a maior quantidade possível de almas do caminho errado, ganhando-as para Jesus nosso Senhor, autor e consumador da nossa fé...
    Um grande abraço de sua prima Rute

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

O seu comentário sobre essa matéria será bem recebido.